Ex-amor*

 

… e eu, que não tenho por costume ouvir sambas, acabei hipnotizada por essa letra.

 

“Ex-amor…

Gostaria que tu soubesses

O quanto que eu sofri

Ao ter que me afastar de ti

Não chorei**

Como louca até sorri

Mas no fundo só eu sei das angústias que senti…

Sempre sonhamos com o mais eterno amor

Infelizmente, eu lamento, mas não deu

Nos desgastamos, transformando tudo em dor

Mas, mesmo assim, eu acredito que valeu

Quando a saudade bate forte

É envolvente

E eu me possuo, e é na sua intenção

Com a minha cuca naqueles momentos quentes

Em que se acelerava o meu coração…”

 

 

 

* Talvez tenha mudado um pouco o formato ou a roupagem, mas não o sentimento.

“What’s in a name? That, which we call a rose, by any other name, would smell as sweet” (William Shakespeare)

* * Me acabei em água e sal muitas vezes, na verdade, haha. Mas acho que, hoje em dia, apesar das ocasionais “recaídas” e bads (tipo a dessa semana), já posso dizer que estou melhor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s